FEITICEIRO

*** Compartilhar ***
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
0
(0)

Também disponível em PDF através do menu principal em G2 (2015) -> COMENTÁRIOS -> ESTRATÉGIAS -> FEITICEIRO

Leitura em voz alta automática:

FEITICEIRO

A minha consciência não consegue o domínio completo da evocação das memórias que estão registradas no inconsciente. Pois, esse domínio depende de todas as informações que alimentam a minha MT. E a maior parte é imprevisível.


Eu consigo controlar o foco. Mas não os estímulos que o meu corpo recebe dentro desse foco (som, imagem, texto, estado de saúde…).
O foco é como se fosse uma janela (ou um grupo). Quando eu abro uma janela, tudo pode aparecer. Essas janelas são como a porta do refrigerador da família Dinossauro. Quando abre, bah!


Outra comparação seria com uma conexão de rede. Eu consigo controlar o tráfego. Mas esse controle é apenas um policiamento, não uma programação prévia. Tipo a função da CONCEPA na Freeway.

Se tu abrires várias janelas da tua casa ao mesmo tempo, vai ser uma salada de estímulos e vai embaralhar tudo. Aí, não vais conseguir controlar nem a evocação nem o registro de memórias. Muitas coisas aparecerão, mas a tua atenção mudará tão rápido que nada será registrado.

Para viver, é necessário comer, se divertir, trabalhar, etc. Ou seja, estamos sempre abrindo e fechando janelas. Precisamos de todas. Mas é preciso abrir somente um número de janelas que a potência neurológica suporta, senão dá problema.

Os três pilares da nossa saúde são: boa alimentação, atividade física constante e bom descanso. Esses pilares precisam estar equilibrados, senão não adianta. Para conseguir esse equilíbrio, eu medito. Eu chamo tudo isso de saúde emocional.

Clica na foto acima

Quanto maior é o meu mergulho meditativo, menos janelas eu abro. Daí, eu consigo identificar com nitidez O QUE naquela mistura doida de estímulos na superfície fica completamente ofuscada.


Mas só em profundidades altíssimas, eu consigo identificar COMO fazer para manifestar o que eu identifiquei. Pois, se eu manifestar da maneira errada, vai cair no vazio. Ou, até mesmo, eu ser mal interpretado. Aí, o feitiço vira contra o feiticeiro.

Se o que identificares parece não ter solução, encara como resolvido e segue em frente, não pára. Encarar como resolvido seria executar um programa chamado resolve.c. No presente, apenas faz algo que pode simplificar os dados de entrada do resolve.c

Paulo Ricardo Silveira Trainini


O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •