ÁS DOS ASES

Leitura em voz alta automática: ÁS DOS ASES Alguns anos atrás, quando o meu cérebro sofreu problemas graves (crises de pânico, crises de depressão, surtos psicóticos e outros divertimentos na mesma linha), a disciplina me salvou de muitas besteiras, como auto-mutilação. Mesmo quem não sofre nenhum problema grave no cérebro deve saber disso. Pois, todos nós sofremos declínio cognitivo quando envelhecemos, o que diminui gradualmente a potência neurológica. Isso faz…Continue reading ÁS DOS ASES

EMPANTURRAR

Leitura em voz alta automática: EMPANTURRAR Imagina que as ideias que integram os meus posts são sustentadas por fios da teia de uma aranha. Quanto mais curtos forem os fios entre uma conexão e outra, mais precisas são as ideias que eles carregam e próximas da ideia foco. Quanto mais longos, apesar de serem exatos, não possuem a mesma precisão e proximidade com a ideia foco. Ainda, se eu não…Continue reading EMPANTURRAR

SUAVIDADE

Leitura em voz alta: SUAVIDADE Ao sentir a gravidez de uma ideia criativa, semelhante a se apaixonar sem motivo, não tenta adiantar o parto. Só cuida da tua saúde, mais nada. Se adiantares o parto, nascerá uma ideia untada de merda. Aí, quem curtirá a ideia são os outros, mas quem a limpará és tu. Ao invés de um parto marrom, deixa a ideia nascer ao natural. Aí, ela poderá…Continue reading SUAVIDADE

AFUNDEM

Leitura em voz alta: AFUNDEM No meio de uma chuva de opiniões diferentes (mesmo as contrárias), eu procuro não silenciar nenhuma. Apenas tento abafar as que tentam silenciar outras. Nesse entrevero, eu me sinto o homem das cavernas dentro de um laboratório de informática. A primeira grande estratégia de programação que eu aprendi na faculdade é conhecida como DIVIDIR O INIMIGO PARA CONQUISTAR. Eu a aprendi como sendo uma estratégia…Continue reading AFUNDEM

SEM CRISE

Leitura em voz alta: SEM CRISE Flávia, antes do meu blablablá de sempre, meus parabéns pelo post A HORA E A VEZ. Além de ter sido muito bem escrito, dá para notar que foi idealizado, planejado e refinado com muito cuidado antes de publicá-lo. O resultado foi um texto gostoso de ler e rápido de absorver o conteúdo. Ao ler, senti o teu coração batendo e a força da tua…Continue reading SEM CRISE

BOIANDO

Leitura em voz alta:  BOIANDO Imaginas um queijo suíço. Quanto mais queijo mais buracos. Quanto mais buracos menos queijo. Entāo, quanto mais queijo menos queijo. Procurar respostas onde a fonte de respostas secou é óbvio que acaba em decepçāo. Só depois de uma manada de decepções, é que eu me dei conta disso. Porém, secar a fonte de respostas nāo quer dizer que elas sumiram pra sempre. Mas sim, que…Continue reading BOIANDO

BOM DIA, CANECA

Leitura em voz alta: BOM DIA, CANECA Todas as minhas ideias foco, as que encabeçam os meus posts, nasceram em situações muito próximas de abismos. Esses abismos ficam a beira do rio da loucura. Ao chegar lá, eu passava por situações fantasmagóricas, tipo surtos psicóticos, crises de pânico, crises de depressāo e outros. Já visitei esses abismos diversas vezes, mas eu nunca mergulhei nesse rio. Quando eu chegava na margem,…Continue reading BOM DIA, CANECA

DO VIRTUAL PRO REAL

Leitura em voz alta: DO VIRTUAL PRO REAL O pânico faz parte do meu passado, felizmente. Durante uma crise, o medo dominava totalmente a minha consciência e a minha razāo só obedecia o medo. Se, antes de uma crise, o cérebro nāo se munir de armas para controlá-la, nāo vai ser durante uma que ela conseguirá isso, pois o medo ficará “jogando areia nos olhos da razāo” sem parar e…Continue reading DO VIRTUAL PRO REAL

COCOZINHO CRIATIVO

Leitura em voz alta automática: COCOZINHO CRIATIVO Logo depois que eu fiz a faxina pesada no meu cérebro (desintoxicaçāo da memória), comecei a perceber algumas falhas que eu cometia antes. E o que é pior, eu nāo achava que eram falhas. Jogava todas as culpas na má sorte e na maldade dos outros, que quase sempre nāo existia. Antes da desintoxicaçāo, eu captava informações vindas de estímulos externos (auditivos, visuais…Continue reading COCOZINHO CRIATIVO

CATRACA

Leitura em voz alta automática: CATRACA Imagina um motorista dirigindo na chuva durante a madrugada em uma estrada sinistra. O motorista reduz a velocidade e oscila o foco dos faróis de perto pra longe. Foco pra perto representa captar informações com precisão. Foco pra longe representa captar informações sem precisão. Informações precisas permitem ações imediatas. Informações imprecisas nāo. Mas, apesar de nāo permitirem ações imediatas, as informações imprecisas sāo absolutamente…Continue reading CATRACA