CONSEGUI

*** Compartilhar ***
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
5
(2)

Leitura em voz alta automática:

CONSEGUI

Diferente que uma criação refinada só com correções, a percepção de algo já criado, mas ainda não refinado, carrega um potencial de impacto e abrangência sociais muito maiores.

Apesar da criação e a percepção de algo já criado alcançarem o mesmo nível de prazer, a criação gera euforia, a percepção, não. Por causa disso, quem só percebe algo que já foi criado, mas ainda não lapidado, pode explorar a criação de forma muito mais inteligente do que quem cria e refina só com correções. Eu demorei anos pra conseguir essa façanha, mas consegui, ufa!

Primeiro, eu tive de desintoxicar os meus neurônios de todos os meus vícios, que eliminavam qualquer chance de ter paciência na hora de uma ideia criativa. Essa foi a fase mais difícil. Rolou surtos psicóticos, pânico, depressão e outras coisas fantasmagóricas. Depois, eu tive de desenvolver suavemente o potencial do meu cérebro, para só depois explorar a minha capacidade de percepção.

Como eu comentei antes, segundo o que eu li no livro “A Arte de Esquecer” – Ivan Izquierdo, a neurociência descobriu que o cérebro toma as suas decisões não só pela manifestação da razão, como se pensava antes, mas também pela consideração da manifestação das emoções. E essa combinação, ainda nebulosa, invalidou o teste de QI para medir a inteligência.

Depois dessa descoberta, a neurociência admite que não consegue medir com precisão a inteligência de ninguém. Na opinião dele, a inteligência muito alta, vem de uma característica genética. Para reforçar, ele disse que as pessoas mais inteligentes do mundo não são as de QI mais alto.

Apesar de reconhecer que o meu conhecimento do cérebro não chega a sola do sapato do dele, eu acho que a genialidade pode ser desenvolvida através da exploração da capacidade de percepção, mesmo sem ser geneticamente superdotado. Ou seja, qualquer bosta pode ser um gênio.

Uma deficiência que eu tenho em relação a maioria é que eu não consigo ler rápido. Agora que eu deixei a bosta rolar solta, eu consegui reler calmamente mesmo texto algumas vezes. No fim, consigo entendê-lo tão bem quanto um gênio.

Quando sentires medo, abafa as emoções e age só pela razão. Nessa hora, só te defende, não ataca. Depois que o medo sumir, faxina a consciência. Só depois, deixa as emoções se manifestarem. O medo não é real, o perigo é.

Paulo Ricardo Silveira Trainini


O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

5 comentário em “CONSEGUI

  1. This is νery іnteresting, You’re ɑ veгy skilled blogger.
    І havе jolined үoᥙr feed ɑnd loߋk forwarrd to seekin mօre of yojr great
    post. Αlso, I have shared your site іn mmy social networks!

  2. Hi, I do tһink thіs iѕ ɑ ɡreat website. Ι stumbledupon іt 😉
    I wiⅼl cоme baack onmce аgain since I saved as a favorite it.
    Money and freedom іs tһe Ьеst way to cһange, maу yⲟu be rich and continue to help otһеr people.

  3. “E basta nos servirmos do jorro alheio para ganhar a oportunidade de entender a função da arte.” – RUBEM PENZ

    RESGATE ASSOCIATIVO
    ————————————————

    Eu tenho notado que a minha memória está bem melhor do que antes. Não exatamente na quantidade das informações que eu consigo memorizar. Mas no resgate associativo.

    Por exemplo: se eu capto alguma informação importante para lembrar depois e não tenho como anotar. Então, eu repito várias vezes alguma palavra do que eu estava fazendo antes e uma palavra da informação importante (palavra-chave). Depois, eu lembro das duas palavras e as associo no tempo/espaço/emoções e lembro de todo o resto como mágica. Isso já me aconteceu milhares de vezes.

    Uma deficiência que eu tenho em relação a maioria é que eu não consigo ler rápido. Eu uso esse truque da associação e releio o texto devagar algumas vezes. No fim, eu o entendo melhor que a maioria.

    Se desejares saber sobre as mágicas que ela faz na minha memória, acessa http://sustonosneuronios.org/ e depois digita “palavra-chave” no campo “Pesquisar”.

    Depois, clica em “Pesquisar”. A lista de todos os posts que contêm essa palavra aparecerá ao lado. Para ler na íntegra algum deles, basta clicar em cima do seu nome.

    um abraço,
    Paulo

    Daniel na cova dos leões – LEGIÃO URBANA

    http://sustonosneuronios.org/wp-content/uploads/2020/01/Daniel-Na-Cova-Dos-Leões-Legião-Urbana.mp3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *