PERCEBER

Leitura em voz alta automática:

PERCEBER

POSITIVO 86: Elemento focado, chefe. Aguardo novas instruções.

CHEFE: Ao ataque, Positivo. Mas só ataca o que estiver bem nítido e da maneira mais econômica possível. Restringe o ataque só à fonte da força do inimigo, não o inimigo diretamente. O que não estiver bem nítido, não ataca. Apenas defenda-se e mantenha-se o mais inerte possível.

POSITIVO 86: Entendido, chefe.

CHEFE: Na necessidade de uma arma não disponível, apaga as luzes. Nesse caso, antes de apagá-las, rapidamente olha onde estão localizados os principais objetos dentro do ambiente que te permitirão se localizar no escuro.

POSITIVO 86: Feito, chefe. Levei umas tortadas na cabeça, mas segui à risca as instruções. E agora, o que devo fazer?

CHEFE: Retirar, Positivo.

A medida que eu fui reduzindo o foco, mais frequentes e menos intensos ficaram os desafios que meu cérebro enfrenta.

 

Mesmo mantendo a irregularidade e a imprevisibilidade, essas mudanças seguiram uma progressão razoavelmente comportada. Nessa mesma progressão, os desafios foram ficando menos doloridos e mais precisos.

 

No início, a aceleração dessa progressão cresceu. Mas, a partir de um certo ponto, essa aceleração decresceu. Todavia, por menos intensos que ficaram os desafios, o desconforto por eles gerado nunca sumiu e a irregularidade também.

 

Se existisse uma função matemática que correspondesse à intensidade desses desafios, ficar menos intensos e mais frequentes seria como se a área abaixo do gráfico que correspondesse a essa função ficasse menor e mais densa. O desenho desse gráfico lembra a sola de um sapato utilizado por um vendedor ambulante.

 

Repara na semelhança do limite dessa função com o núcleo atômico. Bah, aí tem coisa…

 

No início, a intensidade dos desconfortos ocasionados pelos desafios era altíssima. Esses desconfortos pareciam monstros fantasmagóricos terríveis. Nessa fase, eu tive pesadelos horríveis, que falo mais detalhadamente no post TUDO PASSA.

 

Essas crises são parecidas com as crises de abstinência que um viciado em droga sente quando fica sem usar a droga muito tempo.

 

Se enfrentar esses desafios fosse um tratamento contra o vício, a fase inicial dessa minha trajetória espiritual seria semelhante à temida desintoxicação. Depois dessa fase, o enfrentamento das criaturas fantasmagóricas ficou parecendo brincadeira de criança.

Se o cérebro fosse comparado com uma rede de computadores, o foco seria como um túnel proxy trafegando numa conexão com uma largura de banda enorme, que pode transmitir milhares de túneis semelhantes ao mesmo tempo. Reduzir o foco seria diminuir a largura da banda que o túnel ocupa nessa rede.

Quanto maior for essa redução, mais fácil perceber detalhes, mesmo em ambientes muito poluídos visualmente, auditivamente e *mente. Ou seja, muito poluído de mentiras.

A gerência das conversas entre os meus neurônios segue princípios racionais, mas contaminadas pelo meu lado espiritual. As minhas principais estratégias são as citadas na opção GUERRA ESPIRITUAL do menu principal do site.

Paulo Ricardo Silveira Trainini

4 ideias sobre “PERCEBER

  1. Meu cérebro pensava muitas coisas ao mesmo tempo e isto.deu pane, então depois de muitos anos focar em apenas uma situação, deixar as outras de lado, fazer o que me interessava na primeira opção de escolha, agir, enfim esgotar as possibilidades nesta primeira escolha, deixar as demais de lado, até que um dado momento eu possa focar em outra segunda opção de escolha tem sido o melhor que consigo fazer e assim sucessivamente mas sempre escolhendo as melhores opções que tenho disponíveis conforme minhas crenças.

  2. Não é fácil meu caro Paulo, mas você criou tangências para as crises que você tinha usando o seu pensamento, cegando os sintomas… Fizeste o correto parabéns !

  3. I as well as my friends were actually examining the excellent information and facts from your site and then immediately developed a terrible suspicion I never expressed respect to the web site owner for those tips. Those people ended up consequently very interested to read through them and now have quite simply been making the most of those things. Appreciation for indeed being well kind as well as for pick out these kinds of terrific ideas most people are really wanting to know about. My very own sincere apologies for not expressing gratitude to you earlier.

  4. I needed to post you one tiny word to help thank you as before about the pleasing tricks you’ve provided in this case. This has been wonderfully generous of you to allow easily what exactly a lot of folks would’ve sold for an ebook to generate some bucks on their own, certainly now that you could possibly have tried it if you ever wanted. The basics also acted like the great way to recognize that the rest have the identical zeal really like my personal own to realize whole lot more when considering this issue. I’m certain there are thousands of more enjoyable opportunities ahead for people who read your blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *