DAR O BOTE

Leitura em voz alta automática:

 

DAR O BOTE

“Porém, depois de implantadas, em vez de crescerem, algumas minguaram, minguaram, minguaram e, por fim, morreram. As que me restam estão custando muito a florescer para, quem sabe, um novo semear. E, em se tratando de convicções,  quebrar o galho não adianta, pois elas não pegam de muda.”

– RUBEM PENZ –

Sempre que eu desperto de um sono profundo (Rapid Eyes Movement), toda a minha memória consciente se contrai. Quando eu pego no sono de acordo com o foto atividade [01], bastam alguns minutos para que isso aconteça.

Essa contração não é a mesma coisa que diminuição. Essa contração é apenas a memória consciente registrando no inconsciente as informações desnecessárias para o presente e apagando-as da consciência.

Em sentido figurado, é como uma cobra se encolhendo para dar o bote. Ela contrai o seu volume, mas a massa não diminui. Ou seja, o meu cérebro continua com a mesma aparência. Acho que só exames de imagem ultrassofisticados podem detectar isso.

Quando isso acontece, eu sinto algumas reações musculares bem características. Por exemplo, uma delas é a sensação de que as minhas mãos são de pianista. Nessa hora, o ambiente pode estar uma confusão que a minha capacidade de abstração só das informações mais importantes para o presente é bem maior.

Aí, mesmo no meio de uma confusão, eu sinto claramente que uma ideia chegou. Quando isso acontece, eu rapidamente defino sua palavra chave, registro no inconsciente, apago da consciência e me concentro em outra coisa. A capacidade de fazer isso aumenta com o diâmetro da roda da potência neurológica [02].

Quanto maior fica o diâmetro da roda da potência neurológica, mais frequente fica isso. Aí, menos intensos e mais frequentes ficam os sustos e mais potente fica o resultado final. Verdade que esses resultados custam a florescer, pois nascem só em profundidades meditativas altas.

mQUIAVEL

Figura extraída de SITES BÁSICOS -> G1: SUSTO NOS NEURÔNIOS -> COMENTÁRIOS -> ISOLAR CONTEXTOS -> link abaixo da primeira figura -> 0.3.LEIAME.rtf

____________________________________________________________________

Uma maneira mais sofisticada de perceber essa contração, mas clara, é notar que só palavras pequenas ficam ecoando na cabeça e não deixando outras coisas da confusão invadir o cérebro até que sejam tratadas. Mesmo que esse tratamento seja não fazer nada, apenas registrar. E só trata outra coisa depois de finalizar esse tratamento.

Dessa forma, tijolo por tijolo podem ser feitos trabalhos geniais.

[01] SITES BÁSICOS -> G1: SUSTO NOS NEURÔNIOS -> COMENTÁRIOS -> ISOLAR CONTEXTOS -> link abaixo da primeira figura -> 0.3.LEIAME.rtf

[02] SITES BÁSICOS -> G1: SUSTO NOS NEURÔNIOS -> COMENTÁRIOS -> ESTRATÉGIAS -> DESBRAVANDO -> SABEDORIA UNIVERSAL -> POTENCIA NEUROLÓGICA

Paulo Ricardo Silveira Trainini

Losing my religion (REM)

Quão útil este post foi pra ti?

Clica na estrela para classificar!

No votes so far! Be the first to rate this post.

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!