BATERIA. UM, DOIS, TRÊS!!!

Leitura em voz alta automática:

BATERIA. UM, DOIS, TRÊS!!!

“Estruturas ou coisas que eu nunca tinha visto antes. Eu não tinha a menor ideia do que eram. Eu era um homem das cavernas em um laboratório de informática. Eu não tinha a menor ideia…

Mas eu tinha consciência que era uma civilização muito mais avançada, formas de vida, ou sei lá.” – PHAXE –

Eu reajo a absolutamente tudo. Mas, muitas vezes, a melhor reação é não fazer nada. Antes de reagir, eu rapidamente calculo os riscos e faço o que a consciência achar disso.

Se a minha consciência contém informações e pensamentos contraditórios, eu não concordo nem discordo com nada. Apenas me defendo dos perigos imediatos ou riscos desconhecidos e sigo em frente.

Isso se assemelha a estratégia de ataque e defesa no futebol. Ela também lembra inversões de polos em física. Mas confesso que não estudei essa área com profundidade.

bateria-de-percussao-colorear

A minha reação só é alguma intervenção na realidade se não existe confusão na consciência. Eu só tenho certeza do perigo quando as coisas que me protegem estão conscientes.

Quando eu entro em sono profundo, o meu inconsciente testemunha os pensamentos contraditórios e apenas deixa-os fluir, sem tentar combiná-los. Eu só consigo fazer isso em altas profundidades meditativas.

Quando o despertador grita “Olha a bateria um, dois, três!!!”, esqueço de tudo e me acordo. Depois de algum tempo, a bateria volta a retumbar e eu me lembro de tudo.

Aí, faço silêncio, combino essas ideias confusas e mando bala. Depois, eu fecho os olhos e sigo. Isso se repete diariamente.

A vida não acontece sozinha, precisamos fazer acontecer. (Buda).

Paulo Ricardo Silveira Trainini

SELEÇÃO PHAXE

https://www.dropbox.com/sh/93yfnddpac5n25b/AADX7FJn3DIq9CREJft4Wsj2a?dl=0

Quão útil este post foi pra ti?

Clica na estrela para classificar!

No votes so far! Be the first to rate this post.

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!