DESAFIO ETERNO

*** Compartilhar ***
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
0
(0)

Leitura em voz alta automática:

DESAFIO ETERNO

A informação captada pelo meu cérebro num contexto é rapidamente processada, codificada em uma palavra-chave e registrada. Depois disso, eu esqueço-as e troco de contexto.

Se eu receber uma rajada de informações diferentes muito grande no mesmo contexto, eu não conseguirei processá-las. Aí, tudo irá tudo para o buraco negro.

Em alguns casos, isso é útil. Se essa informação não será útil no futuro, é a melhor opção. Mesmo que os neurônios usados nesse processo tenham o mesmo destino.

Mas, se eu tenho certeza de que essas informações serão úteis no futuro, mesmo que a razão discorde, o certo não é mandá-las pro buraco negro. Mas sim, registrá-las sem nenhum tipo de processamento. E decidir o que fazer com elas no futuro, não no presente.

Porém, como disciplinar o cérebro para fazer isso se ele se acha capaz de raciocinar sobre essas informações no presente? Solução: quando essa certeza retumbar no coração, troca de contexto rapidamente.

empatia

Mesmo que um contexto esteja confortável, mantém essa disciplina e deixa essas trocas de contexto estimularem a confusão. Só o confronto de pensamentos confusos consegue descobrir caminhos novos.

Antigamente, só mestres de uma arte conseguiam estimular, de forma segura, a confusão entre os seus aprendizes. Mas hoje, quanto mais recursos tecnológicos dispomos, tanto a nossa sociedade quanto a rajada de informação que o nosso cérebro recebe ficaram muito maiores.

Para que a evolução tecnológica fique sempre do nosso lado, o tempo de cada contexto tem que diminuir na mesma proporção. Senão, essa rajada de informação roubará a nossa atenção.

Esse roubo levará junto a capacidade de processamento do cérebro. Resultado: toda a informação captada irá para o buraco negro.

A solução para isso é reduzir o foco progressivamente, junto com a evolução tecnológica. Não existe uma fórmula perfeita para isso e nunca existirá. É um desafio eterno.

Quando situações confusas gerarem arrependimento, mas também consistência de certeza, futuramente a razão enxergará caminhos novos a serem explorados. Aí, o arrependimento virará convicção.

Paulo Ricardo Silveira Trainini

Seja um fracassado

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •