TUDO PASSA

Leitura em voz alta automática:

Figura extraída de https://www.facebook.com/photo.php?fbid=548316615324530&set=a.16700196012266 6.1073741826.100004385890375&type=3&theater

TUDO PASSA

Apesar dos movimentos dos meus neurônios serem permanentemente confusos e imprevisíveis eles seguem um padrão. Esse padrão, embora claro, sempre foge da exatidão.

E quando eu caio na tentação de prever essa exatidão, mais desafios desagradáveis meu próprio cérebro cria. Como se o meu cérebro fosse o carrasco dele mesmo.

Uma comparação conhecida do que eu falo é a distribuição das notas de um concurso. Imagina que cada candidato é um neurônio. Quanto maior a nota de um candidato, maior é a diferença para os candidatos com notas menores. Além disso, se o concurso for bem aplicado, essa distribuição segue a curva normal, matematicamente bem definida.

O meu cérebro se comporta assim. Quanto mais saúde tiver os meus neurônios, maior fica a probabilidade de eu conseguir vencer os desafios que a roda me impõe. É por isso é que eu digo, saúde é o que interessa, o resto não tem pressa, iiiisssaaa.

TUDO PASSA 2

Quando eu era criança, eu tinha uns pesadelos horríveis. Eu me lembro muito pouco do que rolava nesses sonhos, mas geralmente eram criaturas monstruosas me perseguindo e eu congelava de medo. Aí, eu tentava correr e gritar, mas meus pés pareciam estar fincados no chão e a minha voz não saia, eu conseguia apenas me mexer lentamente e sussurrar bem baixinho, quase mudo.

Depois de um tempo naquele suplício, eu me acordava. Bah, que desespero. Mas depois, eu sempre aprendia um truque pra escapar. Mas o monstro sempre conseguia sacar um novo desafio da caixinha de surpresa, safado…

O problema que eu tive depois de voltar do HMV, onde me operei da perna espatifada, foi semelhante. Mas foi muito mais forte. Aqueles monstrinhos viraram dragões alados gigantes.

Mas, além de passar nesse concurso de dragões, eu aprendi um truque sensacional: dormir de barriga pra cima e com a respiração diafragmática.

Bem, esse truque é o básico, mas a descrição completa do que eu fiz está no capítulo Fase_1(); “Cama”, do arquivo LEIAME também disponível no link abaixo dessas fotos:

POTRO REDOMÃO 3

Fotos extraídas do link  https://www.dropbox.com/sh/i8658ejcjpva1i4/AADVP8n5058qcnsqeOFWHXMqa?dl=0

A natureza é implacável. Se eu não tivesse exercitado o meu cérebro desde aquela época, eu não conseguiria vencer os dragões alados gigantes.

Não define metas. Ao invés disso, exercita o cérebro e segue sempre em frente. Aí, as metas correrão atrás de ti.

Paulo Ricardo Silveira Trainini

Quão útil este post foi pra ti?

Clica na estrela para classificar!

No votes so far! Be the first to rate this post.

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!