RECEITA

Leitura em voz alta automática:

RECEITA

É que eu queria dizer uma coisa que eu não posso sair dizendo por aí. Na verdade, é um segredo que eu guardo.

É uma revelação que eu não posso sair dizendo por aí. Que eu tenho medo que as pessoas se desequilibrem de si. Que elas caiam delas mesmas quando eu disser.

Eu descobri que o neurônio não sabe o que diz. Um neurônio é um bêbado.

Um neurônio diz qualquer coisa. A verdade é que um neurônio, nele mesmo, em si próprio, não diz nada.

Quem diz é o protocolo de comunicação estabelecido entre o neurônio que envia a informação e o que recebe.

Quando existe um protocolo de comunicação, existe comunicação.
Quando esse protocolo se quebra, pendura tudo.

Mesmo usando os mesmos neurônios.

Um neurônio é uma roupa que a informação veste.
Uns usam neurônios curtos.

Outros usam neurônios em excesso.
Existe os que jogam neurônios fora.

Pior são os que usam em desalinho.
Uns usam neurônios caros.

Poucos ostentam neurônios raros.

Tem quem nunca troca.
Tem quem usa dos outros.

A maioria não sabe que neurônios possuem.
Alguns sabem, mas fingem que não.

E tem os que nunca usam os neurônios certos pro contexto.

Tem os que se ajeitam bem com poucos neurônios.

Outros misturam neurônios demais.
Tem gente que estraga todos os neurônios que usa.

E você?
Quais neurônios você tem na cabeça?
E aí, eu fiz uma receita.
Se o neurônio é uma roupa.
Falei, mas o neurônio tá sujo demais?
Agente usa os mesmos neurônios o tempo inteiro.
Os neurônios estão engordurados.

Então, eu falei: “Receita para lavar neurônio sujo”.

BELEZA 2

Mergulhar um neurônio sujo em água sanitária.
Depois de dois dias de molho, quarar ao sol do meio-dia.

Alguns neurônios, quando alvejados ao sol.

Adquirem consistência de certeza.
Por exemplo, o neurônio “vida”. Existem outros.

E o neurônio “amor” é um deles.
Que são muito encardidos e desgastados pelo uso.
O que recomenda esfregar e bater insistentemente na pedra.

Depois, enxaguar em água corrente.

São poucos os que resistem a esses cuidados.
Mas existem aqueles, dizem que limão e sal tira sujeira difícil.

Mas toda a tentativa de lavar o neurônio “piedade” foi sempre em vão. Mas eu nunca vi tão sujo como o neurônio “perda, perda e “morte”. Na medida em que são alvejados, soltam um líquido corrosivo. Que atende pelo nome de amargura.

Que é capaz de esvaziar o vigor do cérebro. O aconselhado nesse caso é mantê-los de molho num amaciante de boa qualidade.

Agora, se o que você quer é somente aliviar os neurônios do uso diário, você pode usar simplesmente sabão em pó e máquina de lavar.

Perigo! Misturar neurônios que mancham no contato uns com os outros. O neurônio “culpa” mancha tudo que encontra. O neurônio “culpa” deve ser sempre alvejado sozinho.

Outra mistura pouco aconselhada é do neurônio “criatividade” com o “razão”.
“razão” é um neurônio intenso, quase agressivo.

E pode, o que não é inevitável, romper a força delicada dos dendritos do neurônio “criatividade”.

O neurônio “força” cai bem em qualquer mistura.
É importante não lavar demais os neurônios.

Sob o risco de suas informações perderem o sentido.

Aquela sujeirinha cotidiana, quando não é excessiva, produz uma oleosidade que dá vigor às conexões.

Muito importante na arte de lavar neurônios é saber reconhecer um neurônio limpo.

Conviva com o neurônio durante alguns dias.
Deixe que se misture em seus gestos.

Que passeie pela expressão dos seus contextos.

À noite, permita que se deite.
Não ao seu lado, mas dentro do seu corpo.
Enquanto você dorme.

O neurônio, plantado em sua carne.
Prolifera em toda a sua possibilidade.
Se você puder suportar essa convivência.
Até não mais lembrar da presença dele.

Aí, você tem um neurônio limpo.

Um neurônio limpo é um neurônio útil para o refinamentoJ.

————————————————————–

Paulo Ricardo Silveira Trainini

Eu não inventei nada.

Apenas filtrei o discurso da poetisa Viviane Mosé chamado “Receita para lavar palavra suja”.

Abstraí a relação das palavras com os neurônios e percebi um paralelismo perfeito.

Aí, eu filtrei e troquei as palavras para o assunto “neurônios”, tipo um servidor proxy. Eu não criei informação.

Apenas botei os óculos certos em cada neurônio para cada contexto.

————————————————————–

Caro amigo neurônio Jota,

Por que resolveste aparecer só na hora do refinamento e ainda roubar uma conexão na primeira fila?

RECEITA 3

Paulo Ricardo Silveira Trainini

Quão útil este post foi pra ti?

Clica na estrela para classificar!

No votes so far! Be the first to rate this post.

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!