POTRO REDOMÃO

*** Compartilhar ***
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
0
(0)

Leitura em voz alta automática:

POTRO REDOMÃO

Quanto mais fundo é o meu mergulho meditativo, mais nítida fica a imagem refletida pelo espelho da minha alma.

Aí, quando eu o olho, fica claro como eu devo guiar as minhas ações da maneira mais adequada.

Mas esse caminho só poderá ter sucesso se as outras ideias que compõem essa caminhada forem bem desenvolvidas.

Eu já falhei muitas vezes nesses caminhos por erros de gerência da minha memória. Essa gerência era como um potro redomão.

Quando me vem essa clarividência, todas as memórias racionais precisam estar inconscientes. Senão, se elas enxergarem neurônios disponíveis, elas dão ordem de ataque. Já desperdicei muita bala desse jeito.

Um exemplo desse desperdício é ilustrado no slide 14 da publicação “A Arte da Guerra” [01]. Se o inimigo for maior, o certo não é atacá-lo diretamente. Mas sim, a fonte da sua força.

Mas, diferente que um exército, a sociedade não segue as mesmas regras. Além disso, ela é como um corpo vivo. Essas regras estão sempre mudando.

POTRO REDOMÃO 2

A principal falha estratégica da razão é desejar algo. Se ela não obtém esse “algo”, ela perde a paciência e sai chutando tudo.

É verdade que o nosso cérebro é como uma rede de computadores, mas essa rede não é local. Essa rede é composta por toda a sociedade. E os resultados das ações são imprevisíveis. Se esse desejo não for satisfeito, o cérebro pendura.

Para ter aquela clarividência, eu preciso, antes de mais nada, fazer uma lavagem cerebral que mande todas as coisas racionais para o inconsciente.

Depois, eu a forro apenas com coisas naturais. Aí, eu preencho esse forro natural com mobílias racionais. Quando a minha memória consciente está novamente confusa de coisas racionais diferentes, eu chamo a faxineira da minha mente.
Eu faço essa rotação diariamente. Se o meu cérebro fosse um peixe, a espinha dele seria essa:

POTRO REDOMÃO 3

Figura extraída de SUSTO NOS NEURÔNIOS -> COMENTÁRIOS -> ISOLAR CONTEXTOS
BRANCO
Essa rotina é adequada pra minha doença, ataxia espinocerebelar do tipo que degenera os movimentos voluntários. Mas cada um deve adequar para o seu caso.
[01] SUSTO NOS NEURÔNIOS -> COMENTÁRIOS -> ESTRATÉGIAS -> A Arte da Guerra

Paulo Ricardo Silveira Trainini

VIVIANE MOSÉ

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •